quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Fast Breakfast (super cereal bow!)



a lua caiu no tapete
enquanto meu coração
ficou no prato
com outros pedaços
que lembravam dentes
é impressionante
o tanto que um cereal
pode saber
sobre a vida da gente



6 comentários:

  1. Talvez o que faça de um homem um (grande) poeta seja isto: o reconhecer-se nas letrinhas.
    Leminski cachorrinho, quanto orgulho.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom... como sempre, muito liricamente moderno... como seu querido Leminski :)

    =*

    ResponderExcluir
  3. A sopa interna, o prato
    o cereal interno, no prato
    o liquido misturado na saliva
    o reflexo do cereal no rosto
    o leite espelhando os olhos.

    beijo

    ResponderExcluir
  4. sheyla de castilho - aliciamentos e alucinações22 de fevereiro de 2009 12:06

    só não varra lua pra debaixo do sofá, deixe-a brilhar ao degustar seu coração matinal...

    muito bom seu blog! volto sempre...

    ResponderExcluir

Comente, se você não for um andróide.